NELSON MELO

O Terminal Rodoviário de São Luís, localizado às margens da Avenida dos Franceses, está sendo motivo de reclamação por parte de taxistas, passageiros e motoristas de ônibus, por conta dos muitos buracos existentes no local. Rasos ou mais fundos, eles estariam causando problemas a quem passa por lá, especialmente devido à lentidão no fluxo de veículos. Em alguns casos, os carros apresentam defeitos mecânicos.

A equipe de reportagem do Jornal Pequeno esteve no local ontem (9) e verificou a gravidade da situação, observando “fileiras” de buracos distribuídos na pista. Na área privativa para táxis, as aberturas no asfalto são mais evidentes.

Há pouco mais de um ano trabalhando na rodoviária, o taxista Luís Wellington, de 59 anos, revelou que o problema aflige os profissionais há três meses, e, nesse intervalo, equipes de uma empresa terceirizada da Prefeitura surgiram por lá, mas teriam feito apenas um serviço de má qualidade.

Buracos na via, em frente à rodoviária, está tirando o sossego de motoristas e pedestres|G. FerreiraBuracos na via, em frente à rodoviária, está tirando o sossego de motoristas e pedestres|G. Ferreira

Com a primeira chuva e os carros percorrendo a pista, disse Luís, o asfalto não aguentou e se desfez, formando novamente os buracos e valetas. Em virtude da “buraqueira”, ocorrem pequenas batidas, pois o veículo que segue à frente reduz a velocidade, ocasionando a colisão do que vem atrás.

Segundo a professora de Geografia Maria do Socorro Melônio Silva, 39, que chegava à Rodoviária para comprar passagem, os buracos incomodam não apenas pelos problemas que provocam, mas, também, esteticamente, deixando uma imagem negativa na paisagem do local.

Os buracos, como presenciado pelo JP, estão destruindo o asfalto, com pedregulho ficando à mostra. Quando chove, a água preenche o espaço aberto, adquirindo uma tonalidade barrenta ao se misturar com a terra, gerando mais transtornos aos condutores e a quem circula na área.

Procurada, a administração da Rodoviária apenas disse que, no mês passado, técnicos e um engenheiro, que teriam sido enviados pelo governo do Estado, fizeram uma vistoria no trecho esburacado, e teriam feito medições, em entrar em detalhes sobre a visita da equipe.

NOTA DA SEMOSP

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou, por e-mail, que “irá enviar uma equipe à rodoviária de São Luís para fazer um levantamento da situação existente, a fim de determinar as ações a serem desenvolvidas para solucionar os problemas constatados”.