O prefeito Edivaldo vistoria andamento das obras de construção de novas escolas|DivulgaçãoO prefeito Edivaldo vistoria andamento das obras de construção de novas escolas|Divulgação

O prefeito Edivaldo está avançando na construção de novas escolas em São Luís. Cidade Operária, Chácara Brasil e os residenciais Ribeira e Morada do Sol, empreendimento do programa “Minha Casa, Minha Vida”, são algumas das localidades que serão beneficiadas com as novas unidades de ensino que serão inauguradas em São Luís.

As obras são financiadas com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Além de serem mais um passo na concretização de um compromisso da atual gestão, as novas creches e escolas atendem à meta do Plano Municipal de Educação (PME), sancionado em 2015 pelo prefeito Edivaldo, de ampliar o acesso à escolaridade em todos os níveis.

“Estamos nos empenhando em ampliar o acesso dos nossos estudantes a uma educação de qualidade. Estamos acompanhando os trabalhos para que as obras sejam executadas com a maior celeridade possível. Apesar das dificuldades, estamos, aos poucos conseguindo superar obstáculos e seguimos firmes na certeza de que em breve poderemos entregar à nossa população escolas novas, amplas e confortáveis”, disse o prefeito Edivaldo.

OBRAS

As creches e escolas atualmente em construção pela Prefeitura de São Luís deverão beneficiar, após a inauguração, quase 4 mil estudantes em diversas áreas de São Luís. Nos bairros da Chácara Brasil, Vila Conceição e Residencial Ribeira, estão sendo construídas Unidades de Educação Básica (U.E.B.) de 12 salas. Voltadas para estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, cada uma das escolas tem capacidade para mais de mil estudantes, nos três turnos.

Estão em curso, também, as obras de três creches: na Cidade Operária, na Chácara Brasil e no Residencial Morada do Sol, as obras já foram iniciadas. As creches da Cidade Operária e da Chácara Brasil tem capacidade para atender 188 crianças em tempo integral ou 376 crianças nos turnos matutino e vespertino. Já a creche do Residencial Morada do Sol atenderá a cerca de 80 crianças daquele conjunto residencial.

Somando obras em execução e em planejamento, a prefeitura de São Luís tem em cronograma a execução de 32 obras na área da Educação. Entre elas estão a construção de 25 creches, todas com recursos assegurados junto ao governo federal; a construção de escolas de Ensino Fundamental; e a construção e cobertura de quadras poliesportivas em unidades de ensino já existentes.

“Já licitamos as obras de 25 creches e estamos em fase de assinatura das ordens de serviço. Em alguns casos, as obras já começaram. O prefeito Edivaldo determinou ritmo acelerado nestas obras e estamos nos esforçando para podermos entregar esses espaços à cidade de São Luís”, afirmou o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa.

O titular da Semed explicou ainda que as obras das creches precisaram passar por nova licitação, realizada pela Prefeitura de São Luís. Isto porque, segundo Moacir Feitosa, a empresa vencedora de licitação junto ao governo federal não conseguiu realizar o serviço nas cidades beneficiadas pelo programa. “O governo federal, então, fez um distrato com esta empresa, e só após este processo os municípios foram autorizados a realizar suas próprias licitações para o início das obras”, explicou.

ESTRUTURA

O projeto para as escolas da área de Ensino Fundamental prevê área construída de até 8 mil metros quadrados. Serão 12 salas de aula, além de sala da diretoria, administração, reunião, laboratórios, copa, cantina, refeitório, banheiros, biblioteca, área de convivência coberta, palco coberto para apresentações artísticas, quadra poliesportiva coberta, passarelas cobertas e estacionamento com cerca de 20 vagas.

No Residencial Morada do Sol (Maracanã) as obras de novas unidades de ensino são coordenadas pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) e integram o conjunto de equipamentos sociais que beneficiará não só os moradores do novo empreendimento como também a população do entorno. Ao todo, a região contará com duas creches em tempo integral, que juntas atenderão 200 crianças, e uma escola com capacidade para 360 estudantes, além de posto de saúde, praças e quadras.