Pai Inácio

Vias de acesso à Ponte Pai Inácio já estão recebendo a camada asfáltica|Maurício AlexandreVias de acesso à Ponte Pai Inácio já estão recebendo a camada asfáltica|Maurício Alexandre

As obras na ponte Pai Inácio – que interliga a rua General Artur Carvalho, localizada no Turu, à travessa Nossa Senhora da Vitória, no Parque Vitória – já estão fazendo com que os moradores daquela região comecem a perceber a transformação social e econômica que ocorrerão com a melhoria da mobilidade urbana. Com a conclusão prevista para o fim deste mês, a obra integra o Programa Interbairros – um conjunto de 14 intervenções urbanísticas na capital realizadas por meio de parceria entre a Prefeitura de São Luís e o governo do Estado.

A ação municipal na ponte Pai Inácio avança em ritmo acelerado. Na última semana, foi iniciado o serviço de asfaltamento da ponte, coordenado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra). A ponte é apenas uma parte da interligação que está sendo construída entre a Estrada da Maioba e a Avenida dos Holandeses. A via alternativa de tráfego assim criada vai ajudar a desafogar o trânsito em várias grandes avenidas e diminuir distâncias entre bairros de São Luís. Com 8.565 metros de extensão, a Interbairros Maioba/Holandeses é considerada a intervenção mais expressiva do programa. A via parte da Estrada da Maioba, passando pela Avenida 2, no Itapiracó, cruzando a Ponte Pai Inácio, no Turu, e pela Alameda Jaú, na Divineia.

A obra vai favorecer moradores de bairros como Divineia, Vila Luizão, Santa Rosa, Parque Vitória, Sol e Mar, Cohab e Cohatrac. Ao longo da ponte do Pai Inácio já foi instalada iluminação pública pela Prefeitura de São Luís.

O prefeito Edivaldo destacou que a proposta do Programa Interbairros visa não só amenizar congestionamentos nas grandes avenidas, mas também assegurar à cidade um plano de desenvolvimento urbano com reflexos positivos do ponto de vista socioeconômico. “O processo de urbanização reflete as condições de desenvolvimento da cidade. Nesse sentido, estamos trabalhando para que São Luís seja uma capital na qual as pessoas se sintam bem, tenham qualidade e possam, inclusive, ter rendimentos próprios que possibilitem que elas usufruam de uma vida digna”, disse o prefeito Edivaldo.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), Antônio Araújo, a previsão é a de que, com a conclusão das obras da malha viária e da ponte Pai Inácio, na região haja uma incidência grande de abertura de comércios e de valorização no ramo imobiliário. Na prática, além dos benefícios de mobilidade urbana e melhoria das condições de vida e moradia da população, a obra pode ajudar a dinamizar a economia da área.

“A partir do momento em que a Prefeitura de São Luís possibilita aos moradores mais qualidade de vida, criando novas vias de tráfego, ocorre o aquecimento da economia na Região, trazendo mais comércio, o que gera emprego e renda. Este trecho, por exemplo, ainda não é nem reconhecido pelo Google Maps, mas assim que terminarem as obras, empresários vão começar a investir”, disse o secretário Antônio Araújo, que também é arquiteto e urbanista.

ÁREA EM EXPANSÃO

Quem passa pelas imediações da Pai Inácio começa a perceber as mudanças nas casas, em sua maioria passando por reformas; e também de algumas construções de imóveis em terrenos que estavam abandonados. Antes um lugar de difícil acesso e inseguro, a região vem se transformando em uma área em que os moradores planejam um futuro melhor.

A garçonete Kátia Correia, 31 anos, moradora do Recanto do Turu, disse que era muito perigoso passar pelo local onde hoje está construída a ponte. Conforme o depoimento da moradora, a área era quase desabitada, escura e quando chovia ficava intrafegável. Para ela, o Programa Interbairros vai dar mais qualidade de vida e humanização à região. “O trabalho que a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado estão fazendo aqui parece um sonho. Antes eu tinha medo de passar aqui. Hoje eu vou ao trabalho todos os dias por esta rua. Quando ficar pronto, então, vai ficar muito mais bonito”, enfatizou.

Entre os moradores, já há quem enxergue na nova via uma oportunidade de empreendedorismo. A dona de casa Luciana Paiva Amorim, 29 anos, que reside próximo à ponte Pai Inácio, conta que o aumento do fluxo de veículos e de pessoas com a chegada da pavimentação asfáltica fez com que ela começasse a ter a ideia de abrir um pequeno comércio. Ela espera encontrar clientes entre a grande movimentação de pessoas que passarão pela localidade, vindos de vários outros bairros. “Estou pensando em algo que não precise de muito dinheiro para investir. Quem sabe? O certo é que muita coisa vai mudar com esta obra”, afirmou.

INTERBAIRROS

O Programa Interbairros vai implantar 14 novas conexões viárias no trânsito de São Luís. A ação tem como objetivo criar novas possibilidades de tráfego de veículos para melhorar a mobilidade urbana na capital maranhense. Visa, ainda, desafogar os grandes corredores urbanos de fluxo intenso da cidade.

As novas vias representarão um ganho para o trânsito de São Luís, além de melhorar o aspecto urbanístico das localidades e proporcionarem bem-estar e mais qualidade de vida ao cidadão. Entre os bairros contemplados com a construção das 14 vias interbairros estão Vila Embratel, Vila Maranhão, Jardim São Cristóvão, João Paulo, Divineia, Turu, Vinhais, Cidade Operária, Cohama, Vila Conceição, Angelim, Parque Sabiá e Itapiracó. Estado e município coordenam as obras em parceria, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra).

As ruas utilizadas para a conexão receberão ainda serviços de requalificação asfáltica e melhorias na iluminação pública, com a substituição das lâmpadas velhas por novas luminárias que emitem luz branca.

OBRA CONCLUÍDA

Ruas 21 com 38, nova conexão entre a Cidade Operária, Jardim São Cristóvão e o São Bernardo. Inaugurada em março de 2015, essa via contou com a construção de uma ponte de concreto armado, que reduzirá o deslocamento entre esses destinos e propiciará que os motoristas façam o percurso apenas 6 minutos. A ponte irá facilitar o escoamento do trânsito e agilizar a fluidez na área da Cidade Operária.

Este trecho da Interbairros também foi contemplado com 1100 metros de requalificação asfáltica e substituição da iluminação pública por lâmpadas que produzem luz branca e garantem maior luminosidade às vias.

OBRAS EM EXECUÇÃO

Estão em execução obras como nas Avenidas 2 e 3 à Rua Haroldo Paiva, no Jardim São Cristovão. A nova via Facilitará o acesso à região da Cidade Operária. Outra obra que está em fase final é a interbairros do Altos do Calhau. A pavimentação da nova via está finalizada e criou um novo acesso entre os bairros Barramar e Altos do Calhau, passando pelas avenidas dos Holandeses, Luis Eduardo Magalhães e Santo Antônio.

Na Rua Santa Rosa com Rua 10, no Parque Sabiá, será construída uma ponte de concreto armado com 10 metros de extensão. A construção desta interbairros vai contribuir para a fluidez de veículos na Avenida Guajajaras, com o escoamento do tráfego para quem transita no sentido São Cristóvão/Forquilha/Estrada de Ribamar (MA 201). Pela nova rota o motorista terá a opção de chegar a MA 201 sem passar pela rotatória da Forquilha. Além disso, o serviço irá tirar algumas regiões do isolamento, estimular o desenvolvimento do comércio local e promover a melhoria da qualidade de vida da população.

Após a finalização da obra, terão início na região os serviços de requalificação de pistas danificadas, implantação de asfalto em trechos sem pavimentação, sinalização horizontal e vertical e revitalização da iluminação pública.