Dilma pede que papa traga à Copa mensagem contra o racismo

Ao se encontrar, nesta sexta-feira (21), com o papa Francisco, a presidenta Dilma Rousseff pediu ajuda do pontífice para a propagação, durante a Copa do Mundo, de mensagens de paz e de luta contra o preconceito. Apesar de ter convidado o papa para assitir ao Mundial no Brasil, Dilma disse não acreditar que ele possa comparecer.

Segundo a presidenta, toda vez que um brasileiro e um argentino se encontram, é discutido o tema futebol. “A única coisa que eu pedi é que neutralidade fosse mantida pelo santo padre e [que] assim, a ‘Mão de Deus’ não empurrasse a bola de ninguém”, disse a presidenta, em referência ao histórico gol de Maradona, jogador argentino, que usou a mão para empurrar a bola em jogo contra a Inglaterra, na Copa do Mundo no México, em 1986.

“Vim pedir uma mensagem dele sobre esse posicionamento da Copa do Mundo no Brasil, a Copa das Copas. Pedir posicionamento quanto à questão da paz e contra o preconceito, especificamente contra o racismo”, explicou Dilma. Segundo ela, o papa deve enviar uma mensagem tratando desses temas.

No último dia 12, o jogador Tinga, do Cruzeiro, sofreu com demonstrações de racismo da torcida peruana durante jogo da Copa Libertadores da América. Dilma está no Vaticano para o consistório, cerimônia em que o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, será oficializado cardeal da Igreja Católica. O evento ocorre neste sábado (22) e será seguido de uma missa no domingo (23), para a qual a presidenta “possivelmente” deve ficar.

Morre João Bosco

O empresário aposentado João Bosco Vieira, de 71 anos, faleceu em São Luís às 6 horas da manhã desta sexta-feira (21), vítima de insuficiência cardíaca. Natural do Rio Grande do Norte, onde nasceu no dia 28 de fevereiro de 1942, Bosco tinha uma legião de amigos no Maranhão. Ele estava internado há três dias na UTI da UPA do Araçagi.

Diretor da entidade que congrega jogadores de sinuca na AABB, João Bosco deixou dois filhos: Rafael e Fabrício Cavalcante Vieira. Ele foi sepultado, no final da tarde de ontem, no Cemitério Memorial da Pax, em Paço do Lumiar.

Ao inesquecível DrRivo

Hoje, estive visitando o pavilhão da UFMA – Universidade Federal do Maranhão, anexo ao Hospital Geral. De repente, meus olhos depararam-se com uma placa, quase ilegível, um tanto deteriorada pelo tempo e pela qualidade do material, mas a única ainda existente nesse prédio. Nela, li atentamente o nome do Dr. Rivo de Ribamar Borges Vieira, patrono da Turma de Medicina do ano de 1984: a minha turma.

A mente fez-me retroceder 33 anos, e me encontrei em uma sala de aula ministrada pelo mestre Rivo. Sua aula era proferida com maestria incomum, e por que não dizer, enigmática e mágica, deixando-nos tomados de indescritível perplexidade e admiração.

A aula iniciava. Aos poucos, os slides começavam a mostrar nervos, músculos, tendões e ossos. Como que do nada, a tênue silhueta de um membro começava surgir e, gradativamente transformava-se em um corpo humano com toda sua plenitude. Era um momento mágico. A turma inteira perguntava-se como era possível explicar uma matéria tão complicada que, a princípio afigurava-se tão difícil, de forma tão simples!

A aula terminava e o mestre, como se fora um artista que acabara uma obra de arte, resumia em poucas palavras, a maravilhosa explanação. Isso deixava a todos em um completo estado de felicidade e certeza do aprendizado. O DrRivo exerceu a pedagogia com o mesmo amor e dedicação que exerceu a medicina. Dos meus colegas de turma, nenhum seguiu a traumato-ortopedia, porém, todos aprenderam o que é ser médico e o que significa Medicina. Não sei exatamente quanto tempo permaneci naquele lugar, mergulhado nas minhas lembranças, mas uma coisa eu sei: ele permanece vivo em minha mente.

O DrRivo faleceu no dia 30.11.2013. Aqui eu finalizo com a máxima Árabe: Um homem só morre quando morrer seu último amigo. Esta é uma homenagem de todos os alunos da turma de julho de 1984.

Elias Amorim, membro da Academia Maranhense de Medicina, Mestre e Doutor em Cirurgia Torácica

Alegria marca o II Carnaval do Servidor Municipal

A Prefeitura de São Luís, através do Instituto de Previdência e Assistência do Município (Ipam), realizou nesta sexta-feira (21), o II Carnaval do Servidor Municipal. O baile reuniu cerca de mil servidores, aposentados, pensionistas do município no Centro de Convivência do Ipam. Como já é de costume em datas comemorativas, o Ipam esteve de portas abertas para proporcionar uma grande confraternização entre os servidores municipais.

“A política de valorização do servidor público na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior privilegia o bem estar e a qualidade de vida do trabalhador. É de grande importância para todos que colaboram com a administração poder celebrar as manifestações populares, como o carnaval, entre amigos e familiares em um ambiente preparado especialmente para eles”, explica a presidente do Ipam, Carolina Moraes Estrela.

Valdemar Sebastião Sousa, servidor há 21 anos, elogiou a festa e a política de valorização do servidor. “Estou gostando da festa. É muito legal valorizar os servidores, pois são eles que constroem a gestão”, destacou.

Para Eliane Rocha Campelo, a festa é um momento também de confraternização com os colegas. “Eu estou aprovo a iniciativa da prefeitura em promover o carnaval dos servidores, valoriza e une a gente”, disse a agente administrativa.

O Bicho Terra abriu a festa e colocou os servidores para dançar. A programação contou também com atrações carnavalescas tipicamente maranhenses, bloco Sem Limite, banda Lapada e bloco tradicional Os Feras.

“Muito boa a iniciativa da prefeitura. A festa está linda, a decoração impecável, tudo muito bem organizado e os servidores estão bem animados”, elogiou Rosângela Rodrigues, servidora há seis anos da Semgov. A festividade teve o apoio da Fundação Municipal de Cultura (Func) e secretarias municipais de Saúde (Semus) e de Segurança com Cidadania (Semus).

Abraço do dia

O nosso abraço deste sábado vai para o secretário-adjunto da secretaria de comunicação de São Luís, Robson Paz, pela passagem de mais um aniversário. Ao companheiro, os votos de muita paz e prosperidade de toda a equipe do Jornal Pequeno. Parabéns!

Algo Mais

Neste sábado, 22, tem programa Algo Mais, a partir do meio-dia, na tela da TV Difusora – Canal 4, em clima de pré-carnaval.

No palco, Paulinha Lobão recebe o maior sucesso do Carnaval Maranhense, o Bicho Terra! E mais: um samba de primeira qualidade com Betto Pereira, alémdo suingue de Fábio Alta Tensão e Marabaiano.

Haverá também muitas brincadeiras e surpresas pra esquentar a folia. E é claro, Maurício Melo faz “Interatividade” e no comando das pickup´s, DJ Mauro Blug.

SES esclarece atendimento prestado a irmão do deputado Bira do Pindaré

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nota nesta sexta-feira (21), encaminhada à Redação do Jornal Pequeno, lamentando o falecimento de Ubiraci do Jaguarema Almeida Sousa, irmão do deputado estadual Bira do Pindaré (PT). Na nota, a SES esclarece o atendimento prestado ao paciente e coloca toda a sua equipe à disposição da família para os questionamentos e esclarecimentos que se fizerem necessários. Eis a íntegra da nota da SES:

“O atendimento do paciente Ubiraci do Jaguarema Almeida Sousa, realizado na UPA do Vinhais no dia 3 de janeiro, foi de responsabilidade da clínica geral, Dra. Milena Ramos Cruz (CRM 6342). No atendimento para classificação de risco, sua pressão arterial estava em 15/11, alteração justificável devido às dores pelo corpo relatadas pelo paciente.

Durante a consulta, a Dra. Milena diagnosticou dor torácica inespecífica e dorsalgia, receitando uma medicação para dor. Ela também requisitou um raio-x para afastar outras possibilidades de diagnóstico, e não foi constado nenhuma alteração pulmonar, ortopédica ou cardíaca. Após ser medicado, o paciente foi liberado sem dores e, portanto, sem sintomas.

Ao dar alta para o paciente a Dra Milena, conforme consta no prontuário médico, receitou uma caixa de Mioflex, indicado para dores musculares e comercializado em embalagens de 16 comprimidos, para serem tomados de 8 em 8 horas, portanto com duração de 5 dias.

Sobre as contra-indicações do medicamento Mioflex – gravidez, lactantes, pacientes com úlcera, displasia e insuficiência cardíaca – em nenhum momento, segundo o prontuário, o paciente foi diagnosticado ser portador dessas patologias. Durante os 5 dias do tratamento com o Mioflex o paciente não comunicou à UPA nenhuma reação adversa.

Sobre a realização do eletrocardiograma, todas as UPAS do Maranhão sob responsabilidade do Governo do Estado dispõem do serviço, que é utilizado em casos solicitados pelos médicos. O que não ocorreu no atendimento do referido paciente, por que pela análise da médica o quadro de dor apresentado não requeria o exame.

No dia 4 de fevereiro, trinta e um dias depois do primeiro atendimento, o paciente retornou à UPA do Vinhais, desta vez apresentando um quadro de extremidades frias, mal estar, sudorese e precordialgia, clinicamente sintomas de infarto.

A Dra Katyusca Costa Paz (CRM 5613) imediatamente encaminhou o paciente para uma sala de maiores cuidados, com permanente acompanhamento médico, denominada sala vermelha, onde foram realizados todos os procedimentos preconizados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia para o paciente, entre eles eletrocardiograma e enzimas cardíacas.

Com a confirmação do quadro de infarto agudo do miocárdio, o paciente foi encaminhando para o Pró-Cardio, hospital de referencia, realizando todos os procedimentos necessários, principalmente cateterismo e implante de stent coronário, de onde recebeu alta médica.

No dia 7 de fevereiro o paciente retornou à UPA do Vinhais com desconforto respiratório e tontura, sendo transferido imediatamente ao Pró-Cárdio, onde foi constatado que ele sofreu uma trombose intra-stent.

A equipe médica do Pró-Cárdio tentou dilatar o stent para desobstruir a artéria. Sem sucesso, foi encaminhado o paciente para a UTI coronariana do Hospital de Alta Complexidade Carlos Macieira, onde o quadro do paciente evoluiu para arritmia grave refratária, vindo a óbito por choque cardiogênico.

A Secretaria de Estado da Saúde lamenta o falecimento do paciente e coloca toda a sua equipe à disposição da família para os questionamentos e esclarecimentos que se fizerem necessários”.

Curiosidade

O espirro é uma forma de defesa. Ele serve para eliminar do corpo bactérias, vírus e sujeiras que irritam o interior do nariz ou os pulmões, empurrando com toda a força um jato de ar – pelo nariz e também pela boca. Ao fazer isso, tudo o que está no caminho é expulso. Um espirro pode chegar a 150 quilômetros por hora.

Escracho

Quem acredita na mudança das pessoas é o dono da transportadora.

Coisas que dão nos nervos

Goteira, rachadura e infiltração

Significado das palavras

Índex – Catálogo dos livros proibidos pela Igreja.

Nomes registrados em cartório

José Oneganças Gandra

Significado dos sonhos

Nariz – Insegurança, medo de ficar em evidência. Necessidade de se mostrar ao mundo.

Pérolas de alunos

“Entre os povos orientais os casamentos eram feitos “no escuro” e os noivos só se conheciam na hora h.”

Certo e errado

Certo – Vou lá abaixo.

Errado – Vou lá em baixo.

Rarará

Numa faculdade de medicina, o professor diz:

– Os Médicos têm que aprender duas coisas importantes:

1º – Ter muita atenção.

2º – Nem um pouco de nojo.

Por isso, vamos fazer um teste.

Trouxeram um cadáver e o professor enfiou o dedo no ânus do morto, lambeu e mandou todos fazerem o mesmo.

Todos se entreolharam, com cara de nojo, mas fizeram o mesmo.

Depois que todos lamberam o dedo, o professor disse:

– Ótimo! Nojo vocês não tem.

Agora só falta a atenção, pois eu enfiei um dedo e lambi o outro!

Sobe

O projeto Banda na Praça realizou sua primeira apresentação nesta sexta-feira, na área da Avenida Pedro II. A iniciativa é uma parceria entre as secretarias municipais de Segurança com Cidadania (Semusc) e de Turismo (Setur), que visa acrescentar uma atração a mais nos pontos turísticos de São Luís.

Desce

O secretário de Saúde de Cândido Mendes, o médico Romerson Robson, foi executado em um atentado na manhã desta sexta-feira (21),quando dirigia pela estrada que liga omunicípio ao povoado de Águas Belas.