Aconteceu em Mirinzal
O ex-governador José Reinaldo Tavares revela em seu artigo desta terça-feira (veja íntegra na página 4) um episódio que se passou, semana passada, durante a visita da governadora Roseana Sarney a Mirinzal.

No artigo, Reinaldo cita uma carta que recebeu de um amigo e morador daquele município: “Meu bom amigo, a governadora esteve em Mirinzal e fez o de costume: promessa de construir a ponte sobre o Pericumã e a estrada de Bequimão para Central, asfalto para prefeituras e convênios. Porém, o que chamou atenção foi que, ao ver faixas de alunos do ensino médio sobre a escola inacabada desde o governo anterior, falou que por ela a escola já estaria concluída e que o problema estaria no Ministério Público. Dito isso, responsabilizou o ex-prefeito Brasil pelo problema. Quando ela foi à casa dele fazer a visita, Brasil se queixou e ela se retratou, dizendo que se referia ao governo de Jackson Lago. Na realidade, o que ocorreu foi que a obra se iniciou no final do governo de Jackson, em convênio com a prefeitura. Foi liberado em torno de 60% do valor total da obra e diz Brasil que fez o correspondente, mas que, embora o dinheiro tivesse empenhado, não conseguiu que o governo dela pagasse o restante. Assim, ele resolveu entregar a obra de volta para o estado e se tornou mais uma prova da irresponsabilidade dos mandatários da educação do Maranhão. Acho até que o Jornal Pequeno poderia mandar fotografar a obra e pedir a Brasil a explicação do problema. Quem sabe até obter umas palavras dos estudantes prejudicados”!

Abraço do dia
O nosso abraço desta terça-feira vai para o jornalista Demerson Rabêlo, pela passagem de mais um aniversário, comemorado ontem (26), juntamente com o seu querido Palmeiras. Ao companheiro, os votos de muita paz e prosperidade. Parabéns!

Profissionais do programa Mais Médicos começam a trabalhar em setembro
A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) recebe os médicos disponibilizados pelo programa “Mais Médicos”, do governo federal, na próxima segunda-feira (2). No primeiro momento, dez Unidades de Saúde de São Luís, todas localizadas na Zona Rural, receberão os profissionais. Todos os médicos são brasileiros, em sua maioria com formação no Maranhão, exceto dois médicos, um da Bahia e outro do Rio de Janeiro.

O Programa visa atender localidades que não dispõem de serviços médicos e vai fortalecer principalmente a Atenção Básica. “É importante enfatizar que o programa “Mais Médicos” vai colaborar com quem mora na zona rural de São Luís, onde a dificuldade em afixar profissionais da saúde é grande”, afirma o secretário de Saúde, Cesar Felix.

Para ele, os novos médicos vão possibilitar agilidade no atendimento e no diagnóstico. “Agora com a assistência no local, os pacientes terão rapidez no diagnóstico, além de contribuírem com a diminuição da superlotação nas unidades. Em média, serão quatro mil consultas por mês”, enfatizou Cesar Felix.

Mesmo não tendo nacionalidade estrangeira, os médicos selecionados para trabalhar na capital tiveram que cumprir alguns pré-requisitos, como ser graduado por instituição de reconhecido padrão de qualidade e ter habilitação para o exercício da medicina no país de sua formação.

Todas as unidades de saúde da rede municipal (ver box) receberão um médico, exceto o Centro de Saúde Dra. Valdecy Eleotéria Martins que receberá três profissionais.

O programa – O programa “Mais Médicos” tem o objetivo de aumentar o número de médicos atuantes na rede pública de saúde em regiões carentes e permite a vinda de profissionais estrangeiros ou de brasileiros que se formaram no exterior sem a necessidade de revalidação do diploma. Abaixo relação das Unidades de Saúde contempladas:

• Centro de Saúde Salomão Fiquene;
• Centro de Saúde Tibiri;
• Centro de Saúde Dra. Valdecy Eleoteria Martins;
• Centro de Saúde Jailson Alves Viana;
• Centro de Saúde Santa Barbara;
• Centro de Saúde Coqueiro;
• Centro de Saúde Coquilho;
• Centro de Saúde Gapara.

Município deve ressarcirproprietária por alagamento de casa
Município de Presidente Dutra terá que pagar indenização de R$ 30 mil, por danos morais, a uma moradora do Bairro Campos Dantas, que teve sua casa inundada no inverno de 2008, com a destruição de seus pertences. A decisão é da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), que reformou sentença da Justiça de 1º grau.

A moradora ajuizou a ação indenizatória narrando que, durante cinco dias do mês de fevereiro de 2008, teve sua casa e seu salão de beleza inundados em razão de enchente e transbordamento dos canais de passagem de água, causando a destruição de móveis e equipamentos. Segundo ela, o nível da água alcançou 1,5 metros de altura, expulsando os moradores de suas casas e causando transtornos morais e sociais.

O pedido foi negado no juízo de Presidente Dutra. Em recurso, a proprietária responsabilizou o Município pela construção de um sistema de drenagem deficiente, que não foi capaz de evitar a inundação das residências, falhando a prefeitura com o dever de vigilância.

O desembargador Marcelo Carvalho, relator do recurso, fixou em R$ 30 mil a indenização por danos morais, entendendo que houve falha no serviço público com a elaboração defeituosa do projeto estrutural do sistema de escoamento e instalação de bueiros inadequados.

O magistrado ressaltou ainda a falta de limpeza dos bueiros por parte do município e o fechamento da principal via de escoamento para uma lagoa do local. Ele enquadrou o município na responsabilidade civil objetiva, devendo responder pelos prejuízos independentemente da culpa.

“Para ficar afastada a responsabilidade teria de estar cabalmente demonstrado nos autos que a alta pluviométrica seria suficiente para, isoladamente, ter provocado a inundação”, avaliou.

A decisão também estabeleceu a condenação aos danos materiais decorrentes da perda de móveis, equipamentos, objetos e utensílios perdidos, cujos valores deverão ser aferidos em liquidação.

Shopping da Ilha recebe programação da apae-ma
Com uma visão inclusiva e sempre pronto a apoiar iniciativas de relevantes aspectos sociais, o Shopping da Ilha está apoiando fortemente a APAE-MA, na realização de atividades locais, alusivas à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual, que tem como slogan “Desafiando os limites, Diminuindo as diferenças”

Nesta terça-feira (27), acontecem na Praça de Alimentação do Shopping da Ilha, diversas atividades alusivas à Semana, das 10h às 18h. Na programação, exposição de artesanatos produzidos nas oficinas pedagógicas da entidade por seus alunos, exposições e distribuição de panfletos.

Às 16h30 acontece uma apresentação musical de um grupo de alunas da APAE-MA, demonstrando como a arte é uma poderosa ferramenta de inclusão para pessoas com deficiências. Vale conferir!

Curiosidade
Ratos são uma iguaria servida em ocasiões especiais na Tailândia. É um dos alimentos que vão à mesa dos tailandeses de várias maneiras. No norte do país, os locais costumam assar o bicho inteiro em uma espécie de churrasqueira improvisada e dividi-lo com os familiares e os convidados como uma iguaria muito especial – embora tenham à mão também porcos, bois e outros animais comestíveis mais comuns, eles preferem os ratos para ocasiões especiais.

Escracho
Feliz foi Ali babá, que não nasceu no Brasil e só conheceu 40 ladrões.

Coisas que dão nos nervos
Frases que devem ser evitadas no relacionamento:

– Nada do que faço está bom para ti.

– Os teus amigos estão sempre em primeiro lugar.

Significado das palavras
Povaréu – Plebe, grande multidão.

Nomes registrados em cartório
Grimoaldo Soveiro

Significado dos nomes
Mario – A origem é germânico. Significa forte, viril. Indica uma pessoa rigorosa de mais consigo mesma e que se atormenta até com os menores erros que comete. Só é capaz de realizações gratificantes quando se liberta disso.

Pérola dos estudantes
“Na idade média os tratores eram puxados por bois, pois não tinham gasolina.”

Certo e Errado
Certo – O programa foi censurado.

Errado – O programa foi sensurado.

Rarará
Um homem chega a um consultório e pergunta à secretária: – Posso falar com o doutor Aurélio?

– O senhor tem hora?

O sujeito olha para o relógio e diz:

– Sim. São 14h30!

– Não!

– Como não?

– Não é isso!

– Quer conferir? Olhe aqui…

– Na verdade, eu quero saber se o senhor é paciente.

– O que a senhora acha? Faz seis meses que o safado não me paga o aluguel do consultório…

Sobe
O projeto Circo Escola será retomado, até outubro deste ano, pela Prefeitura de São Luís. A experiência foi referência em todo o Brasil e tem como missão garantir direitos e ampliar oportunidades de educação e reinserção social a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Desce
Mais um detento foi encontrado morto no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, na manhã deste domingo (25). De acordo com a polícia, o preso foi vítima de asfixia mecânica.