Depois de criticar a organização do futebol maranhense, Vitor Hugo resolveu criticar a diretoria do seu ex-time, o Bacabal Esporte Clube. O treinador, dispensado há poucos dias, deixou a equipe com remotas chances de classificação para a semifinal do 2º turno do Campeonato Maranhense. Mas antes de dar o adeus definitivo ao BEC, Vitor Hugo resolveu conversar com a torcida do “Leão”, em um tópico no Orkut (site de relacionamentos).

O treinador taxou de desorganizado e oportunista o trabalho feito por alguns membros da diretoria do clube. Vitor Hugo começa a postagem oferecendo-se aos internautas para esclarecer o motivo que levou o BEC a fracassar neste segundo turno, além de esclarecer algumas coisas sobre o presidente do clube, Francisco Rodriguez. Até às 14h37 de ontem, somente um torcedor tinha questionado o treinador. Identificado como Diego, o internauta cita quais foram os grandes erros de Vitor na direção do elenco.

“Erro: ter mandado o Yan embora e não ter nenhum meia de ligação de qualidade. Falhas na campanha: empate com o Sampaio, em casa, empate com o Imperatriz, em casa, e derrota para o Nacional, em Santa Inês”, relaciona o torcedor. “Honrrei meu compromisso, meu contrato com o BEC e inclusive deixei proposta boa de time da Série B (Gama-DF) para ficar aqui e chegar as finais, mas fui impedido!”, finaliza a apresentação.

Na resposta, Vitor Hugo diz que não mandou Yan embora, pois estava chegando no clube quando o jogador foi dispensado. O meia teria sido mandado embora pelo presidente do clube que alegou alto investimento e retorno inaceitável. Os resultados negativos foram de responsabilidade dos atletas, segundo o técnico, que logo em seguida reconheceu que a suposta falta de aplicação pode ter sido motivada pela falta de pagamento dos salários.

“Tenho certeza que o maior problema do clube é administrativo, e se continuar desse jeito pode chegar o Luxemburgo que não dá jeito nisso. É muita bagunça junta, desorganização, pessoas sem compromisso com o BEC e vendo só o lado pessoal, querendo arrumar a vida as custas do time e consequentemente às custas de vocês, que pagam seus ingressos para prestigiar o time”, finaliza.